A Importância do “NÃO” na Educação das Crianças

 Em Dicas

A Importância do "NÃO" na Educação das Crianças - Escola GraceNossos filhos são as criaturas que mais amamos e nem sempre é fácil dizer “não” para eles. Mas essa pequena palavra de três letras é muito importante e tem uma influência enorme na formação das crianças e nos adultos que eles virão a ser.

Início das frustrações

Desde que sai do útero materno – onde não haviam restrições, era quente confortável e com comida o tempo todo – a vida do ser humano tem uma série de privações e é fundamental saber lidar com elas para vivermos melhor. Aqui fora, a temperatura nem sempre é agradável e a comida vem apenas algumas vezes por dia. Ou seja, ao bebê só resta chorar.

Mas, conforme vai crescendo, é função do pais ensinar que as frustrações não devem ser resolvidas com choro. Ao negar um doce ou proibir que a criança corra em um lugar inapropriado, ela deve entender e, mesmo contrariada, saber lidar com a situação. Mas isso não acontece rápido e demanda bastante dedicação dos pais.

Não banalize os “nãos”

Como dissemos, o “não” é uma palavra muito importante e, por isso, deve ser usada nos momentos adequados. “Não suba aí. Não mexa nisso. Não pode fazer aquilo. Não vá lá”. Será que não estamos falando muitos “nãos” para nossos filhos e deixando de viver momentos agradáveis ao lado dele? E mais, se para tudo o que a criança faz (ou quer fazer) ela ouve um “não”, essa palavra vai perder a força e quando realmente for necessária, a criança não dará a importância devida.

Mas então como saber a hora certa de dizer “não”?

O mais importante é ter clareza de quais são os valores que realmente importam para você na educação do seu filho. Como é o adulto que você deseja que ele se torne? Partindo desse ponto, será mais fácil distinguir o que precisa ser interditado e o que pode ser liberado à criança.

Não podemos esquecer que a criança está em uma fase de descobertas, ela tem vontade de mexer, explorar, perguntar e descobrir. E é fundamental que os pais deem liberdade para toda essa curiosidade aflorar e permitam que as crianças vivam novas experiências e tornem-se adultos mais inteligentes, confiantes e independentes. E isso tem tudo a ver com os “nãos” e os “sins” que ela vai receber na infância.

Posts recomendados

Deixe um comentário

Inclusão - Como conversar com os filhos sobre os amigos especiais